Márcio Pannunzio

artes plásticas e fotografia

Sobre mim

Mãos delicadas que retratam realidades desconfortáveis: foi esse o poético título de matéria da jornalista Juliana Simonetti apresentando a obra de Márcio Pannunzio que nos incomoda de maneira ferina e crítica afrontando o bom gosto lugar-comum, apesar de preservar a ternura que a engendrou. Noutros tempos bem lhe caberia a alcunha de arte militante. E muito embora sejam outros nossos tempos, ela é de uma atualidade gritante.

Pannunzio mudou-se da Vila Madalena para literalmente ilhar-se em Ilhabela no início da década de noventa onde seguiu desenhando, gravando, pintando e fotografando. E apesar de ilhado, colecionou prêmios: na XYLON 12 – International Triennial Exhibition of Artistic Relief Printing ( Suíça ), na Biennale Internationale d’Estampe Contemporaine de Trois-Rivières ( Canadá ), na BIMPE V – The Fifth International Biennial Miniature Print Exhibition ( Canadá ), na 11ª Bienal de San Juan del Grabado Latinoamericano y del Caribe ( Porto Rico ), na 3rd International Biennial Racibórz 2000 Poland ( Polônia ), na The 3rd International Mini Print Cluj-Napoca ( Romênia ), no 3º Concurso Internacional de Mini Grabado “Ciudad de Ourense” ( Espanha ), na 5ª Bienal Nacional de Grabado en Relieve – 1ª Iberoamericana XYLON Argentina, na III Bienal Argentina de Gráfica Latinoamericana 2004, na 1st International Small Engraving Salon Inter-Grabado 2005 ( Uruguai ), na 2ª e na 3ª Muestra Internacional de Miniprint en Rosário ( Argentina ).

No Brasil foi premiado em quarenta e cinco ocasiões, entre elas, no 10° Salão Paulista de Arte Contemporânea, no 3º Salão Victor Meirelles, no 50º Salão Paranaense, na 10ª Mostra da Gravura Cidade de Curitiba, na II Bienal da Gravura, no 2º Salão SESC de Gravura, na VIII e na VII Bienal do Recôncavo, na 4ª Bienal de Gravura de Santo André, na 3ª Bienal Nacional de Gravura Olho Latino.

Foi bolsista da Fundação Vitae em 2002 e premiado nos Programas de Ação Cultural do governo do estado de São Paulo – ProAcs Edital de 2008, 2010 e 2011 e ProAc ICMS de 2013.

Pratica a fotografia de rua e investe também no fotojornalismo. É colaborador exclusivo da iStock by Getty Images  e parceiro da agência de fotojornalismo Foto Arena. Como jornalista colaborou como articulista na primeira versão do Jornal da Ilha, na Folha da Cidade, na revista por dentro do Baepi. Assina a coluna de opinião foto em foco no Nova Imprensa desde 2016.

Conheça seu trabalho visitando seus sites: https://www.marciopan.com  ,   https:www.marciopan.art.br

https://www.artemor.art.br

e https://www.ilhabelaemfoco.com

Video

Educação

artes visuais

1979

http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa9655/marcio-pannunzio

fotógráfo

2010

https://www.ilhabelaemfoco.com

Portfolio

Habilidades

xilogravura de fio
50%
xilogravura de topo
60%
desenho
50%
pintura
30%
fotografia
30%

Prêmios

artes plásticas

1981 em diante
currículo no endereço https://www.marciopan.com/currculo